Make your own free website on Tripod.com
Mapa dos terremotos

Os terremotos possuem seu epicentro (local da origem sísmica), principalmente no chamado "Cinturão de Fogo". Ele é uma linha que percorre todo o planeta, vindo desde o Sul da América do Sul, costeando o continente na sua face ocidental no encontro entre as placas de Nazca do pacífico contra a placa Sul-Americana, segue pelo litoral do continente até a América Central, percorre a América do Norte na Falha de Santo André (San Andreas), até o Alaska, direciona-se às Ilhas Kurilas na Ásia, corta literalmente o território do Japão, seguindo pelas Filipinas, Indonésia, Malásia, Birmânia, Índia, Paquistão, Irã, Península Arábica, Ásia Menor, Sul da Europa, percorrendo a Grécia, Itália e findando na costa portuguesa na Península Ibérica.

O mapa ao lado demonstra os tremores de terra registrados no séc. XX e por eles obtemos uma definição das chamadas "zonas de Convecção", onde as placas tectônicas se encontram ou sofrem atrito.

Mapa dos abalos registrados no séc. XX

Mapa das principais placas Tectônicas

A Placa de Nazca do Pacífico chocando-se contra a Placa da América do Sul, diferencia-se da Placa da América do Norte contra o Pacífico Norte, porque enquanto no Hemisfério Sul identificamos o choque promovido pelo "encontro" de ambas, o Hemisfério Norte na Falha de Santo André (San Andreas), observa o deslizamento de uma placa em sentido oposto ao da outra, afastando-se e promovendo os efeitos sísmicos na forma de atrito e não na forma de uma sub-indução.

Sendo assim, regiões como a região Central dos EUA, Groenlândia, Deserto do Saara, Sibéria, Austrália e o território brasileiro se distingüem como posicionadas ao centro de suas respectivas placas.

A situação do território brasileiro com os registros apresentados em João Câmara merece atenção, uma vez que tenha sido objeto não apenas de estudo, como também de aumento comprovado de atividade sísmica nos últimos anos (ver terremotos no Brasil).

Uma das probabilidades para a atividade sísmica na região Nordeste, pode estar vinculada à uma ligação inferior com a Falha de Santo André no Hemisfério Norte.

Se isto estiver correto, podemos esperar por atividades cada vez mais intensas na região, o que já não é totalmente uma novidade pois a cidade de Cascavel no CE registrou somente no ano de 2002 mais de 1.500 abalos.

VOLTAR