Make your own free website on Tripod.com

Marcus Vipsanius Agrippa

império romano 20 d.C.

Também neste mapa do Império Romano, podemos perceber a condição geográfica mentalizada pelos povos antigos. Assimilava-se a condição de continentes unificados em redor do Norte magnético terrestre.

A mentalidade fixada em uma condição definida na geografia de um período na humanidade no passado não é diferente do que existe contemporâneamente. Afirmo isso pela apresentação em todos os trabalhos referentes às teses que definem a antiga geografia da Terra, sob uma mesma orientação Pólo-magnética.

Este mapa não foi elaborado por quem conhecesse mapas anteriores ao seu período de trabalho. São diversos os mapas que possuem melhor qualidade na definição dos contornos da Itália, Grécia, Sul da Europa e norte da África.

No entanto é de uma curiosidade interessante o fato de se referir ao bloco dos quais se constituem Europa, Ásia e África como um todo circundado por áreas navegáveis.

Pode servir como referência para que se possa estudar a possibilidade de que em um tempo não muito distante (este mapa é do ano de 20 d.C.), o Pólo Norte seria navegável. É uma observação no mínimo curiosa.

VOLTAR